CONVIDADOS
0 Comentários

À volta da mesa: geladinhos de stracciatella

Hoje, à nossa mesa, desafiando este verão foleiríssimo, temos a simpática Teresa, do bonito Lume Brando.

Audaz, traz-nos um tentador gelado, fresquinho e salpicado de chocolate

 

“O verão anda a brincar connosco às escondidas, mas o melhor é fazermos de conta que não vemos e seguirmos em frente com os nossos planos para esta época tão desejada do ano. Descanso, descontração, e mais tempo para os amigos e para a família, incluindo os mais pequenos. Nesta altura, é quase impossível os miúdos não atingirem a média de 1 gelado/dia. Mas não precisam de ser todos de compra! Aqui fica uma sugestão fácil de fazer, e ainda mais fácil de comer.”

 

 

 

 

Geladinhos de stracciatella

 

os ingredientes:

(para cerca de 8 gelados, dependendo do tamanho dos recipentes)

3 iogurtes tipo grego de stracciatella;

60 g de chocolate de culinária;

pauzinhos de gelado;

copinhos ou frascos pequenos de vidro.

 

a receita:

leve o chocolate a derreter e distribua pelo fundo dos recipientes. Encha estes com iogurte de stracciatella.

O pauzinho deve ser espetado até ao fundo do recipiente, com o chocolate ainda mole, por isso, recorte uns pedaços de cartão um pouco maiores do que o tamanho da abertura dos recipientes, e faça um ranhura a meio. Pouse no recipiente e introduza o pauzinho na ranhura até ao fundo. Desta forma o pauzinho ficará estável (tipo palhinha nos copos das bebidas dos restaurantes de fast-food). Leve ao congelador durante algumas horas, até solidificar.

Para servir, mergulhe o recipiente em água muito quente durante alguns segundos e puxe pelo pauzinho com cuidado.

 

 

 

Isto parece-me tudo muito apetitoso, e a vocês?

 

Para acompanharem as deliciosas receitas da Teresa, visitem-na no Lume Brando, e se quiserem deixar-lhe um olá, passem pela página do Facebook!

 

0 Comentários

Conta-me histórias: ‘A maior casa do mundo’

3

 

A maior casa do mundo

De Leo Lionni

Kalandraka

 

Este conto da Kalandraka dá-nos a conhecer um pequeno caracol que sonhava um dia ter uma casa muito grande, a maior casa do mundo. Mas o seu pai, o caracol mais sensato de toda a couve, aconselha-o: ”Mantém a tua casa leve e fácil de transportar.” E decide contar-lhe uma história: a história do caracolinho que queria ter a maior casa do mundo.

 

1

 

2

 

E assim se inicia a viagem desta personagem que, desobedecendo ao pai, descobriu como aumentar o tamanho da sua casa até esta se tornar linda e vistosa como uma catedral mas… tão pesada que era impossível movê-la. Será que o pequeno caracol irá aprender a lição?
Leo Lionni escreveu e ilustrou esta breve fábula sobre a simplicidade.

 

 

Por Cabeçudos

 

– Acompanhem todos os posts desta rubrica –

 

0 Comentários

Segundas, tomem nota: chegaram as férias!

Chegaram as férias! Em todo o país e para os próximos dois meses, a grande sugestão é o programa Ciência Viva no Verão, de 15 de Julho a 15 de Setembro.

 

São centenas de actividades nas praias, nos parques e jardins, nas áreas protegidas, nos castelos, nos faróis, nos museus e, claro, nos Centros Ciência Viva espalhados pelo país. Todas as actividades são gratuitas. Algumas requerem inscrição prévia e obrigatória, através do site; noutros casos basta aparecer. Há passeios pelas rochas e à luz da lua, observação de estrelas, caça ao morcego, pirilampos, borboletas nocturnas, e muito, muito mais.

 

aoarlivre14

 

Em Lisboa, o Teatro Maria Matos celebra o final da temporada e apresenta os votos de boas férias com o evento anual AOARLIVRE, uma festa para as famílias no Jardim do Bairro das Estacas, junto à Av. de Roma. É já no próximo sábado, 19 de Julho. Como é habitual, será dia recheado de espectáculos de teatro, música e dança, com histórias e oficinas para todas as idades. A entrada, claro, é gratuita.

 

verão no Museu

 

Para preencher o tempo dos miúdos enquanto as férias dos pais não chegam (ou depois de acabarem), continua a haver inúmeras propostas, entre as quais se destacam, por exemplo, o Verão nos Museus, no Museu da Cidade e no Museu Rafael Bordalo Pinheiro, os Sabores com Rima na Casa Fernando Pessoa ou as Oficinas de Escrita e Leitura Criativa na Escrever Escrever.

 

No Porto há Verão na Bonjoia com actividades ao ar livre para toda a família assim como desporto para todos no programa Baixa em Boa Forma, na Praça D. João I.

Em Vila do Conde foi recentemente lançado o projecto de bicicletas partilhadas biConde, seguindo o exemplo de tantas outras cidades em todo o país. O Verão é altura ideal para aprender a andar de bicicleta (com ou sem rodinhas) e os pais podem dar o exemplo! Os joelhos esfolados curam-se rapidamente ao ar livre e a água do mar ajuda!

Quem passar férias na zona de Tróia, ou for até lá em passeio, fique atento ao programa de animação de Verão gratuito, para toda a família.

 

Parques aquáticos não são o meu lugar favorito mas suponho que todos os miúdos queiram experimentar pelo menos uma vez. Uma alternativa mais tranquila, mas ao mesmo tempo divertida, é uma piscina daquelas fantásticas, com grandes enquadramentos como a Piscina das Marés, em Leça da Palmeira, ou a Piscina Oceânica de Oeiras. Para variar da praia, pode ser um dia bem passado.

Antes ou depois das férias, há teatro no Museu de História e Ciência Natural. Querem história mais adequada ao tempo estival do que A Volta ao mundo em 80 dias? A aventura de Willy Fogg e Passepartout é uma das histórias mais antigas que me lembro de ler e pela qual tenho um carinho muito especial.

 

80dias

 

Diz que em Agosto vai nascer uma praia no centro de Lisboa. Não é magia, talvez apenas truque e uma maneira de dizer. No Jardim do Torel, ao Campo dos Mártires da Praia, um dos lagos vai ser adaptado a zona balnear, com areia, nadador-salvador e, provavelmente, bolas de Berlim. A vista sobre a cidade está garantida, o Sol à partida também e a “graça” merece certamente uma espreitadela.

 

De resto, é Verão! É fácil ser feliz! Quem tem bebés pequenos e vai levá-los pela primeira vez à praia, ou quase, vai ter, certamente, um Verão inesquecível. Bebés a brincar na areia à beira-mar: eis uma imagem de pura felicidade.

Boas férias!

 

 

Por Céu Coutinho, directora do Lifecooler e blogger em Senhoras da nossa idade
– Acompanhem todos os posts desta rubrica

 

0 Comentários

À volta da mesa: batido de morango e bolacha Maria

Hoje trazemos uma sobremesa de verão, apropriadamente, pela mão da querida Susana, do No Soup for You!

 

“Finalmente o calor chegou com tudo e pede comidas leves e bebidas frescas, muita fruta e, claro, muita praia!

 

 

Batido de morango e bolacha Maria

 

os ingredientes:

250g de leite bem fresco;

1 iogurte natural;

1 mão cheia de morangos congelados (ou outra fruta a gosto, congelada ou ao natural);

5 bolachas Maria;

1 colher de chá de açúcar, opcional.

 

a receita:

Coloque todos o ingredientes na liquidificadora e triture até obter uma mistura homogénea

 
Podem acompanhar o bonito trabalho gastronómico da Susana no No Soup for You e deixar-lhe uma palavrinha no Facebook, ou conhecer melhor a sua personalidade de fotógrafa (muito cá de casa, já que a Susana foi das primeiras fornecedoras do S Baby!) no seu site Susana Gomes Photography e respectiva página.

 

Bom domingo!

 

0 Comentários

Conta-me histórias: ‘Estranhóides’

IMG_0818

 

Estranhóides

Eva Montanari

Livros Horizonte

 

É importante fazer amigos quando se muda para um prédio novo, mas será que espreitar pelo buraco da fechadura será a melhor maneira de conhecer os vizinhos?

 

É o que nos desafia a descobrir o pequeno protagonista desta história, a quem os outros moradores do prédio parecem criaturas muito bizarras: há a menina dos muitos pares de óculos e a dos olhos de lua, o Bocacosida, a D. Chaleira, o Avô Bigodes e até o senhor do nariz que mede tudo. E, vistos através da fechadura, os seus hábitos são verdadeiramente estranhos…

 

Até que um dia ele decide conhecê-los melhor…

 

 

 

 

Eva Montanari escreveu e ilustrou este conto, que com sensibilidade nos conduz pelo encanto da ilusão das perspectivas estreitas, plena de distorções imaginadas e primeiras impressões, mas também de achados bem impressionantes.

 

E tal como a história que nos conta, este livro é como um vizinho insuspeito que ao ser descoberto se revela uma fantástica surpresa.

 

 

Por Cabeçudos

 

– Acompanhem todos os posts desta rubrica –

 

0 Comentários

Segundas astrológicas!, por Mãe-Me-Quer

sbaby_caranguejo
Ilustração de Célia Fernandes

 

Criança Caranguejo: 22 de junho a 22 de julho

 

Quarto signo do zodíaco
Planeta regente: Lua
Elemento: Água
Cor: Cinza prateado, branco, azul prateado
Pedra preciosa: Pérola, pedra da lua, opala, cristal, diamante
Metal: Prata, ouro branco, platina

 

A criança Caranguejo tem uma personalidade carinhosa, emotiva, imaginativa e fortemente intuitiva. O signo Caranguejo é o signo da maternidade: o Caranguejo representa a criação do lar e a defesa da família e de todos os que lhe são queridos.

A criança Caranguejo precisa de ser incentivada com carinho a enfrentar situações novas, a percorrer o seu próprio caminho e a ser independente.
Mesmo quando sai de casa, o nativo Caranguejo põe sempre a família em primeiro lugar. Preservar os laços emocionais da sua família mais próxima (sejam familiares ou amigos) é o alicerce de toda a sua vida.

 

Como estimular o desenvolvimento do seu filho Caranguejo:
O seu filho Caranguejo gosta de variedade e de novas atividades. Experimentar coisas novas é um desafio e potencia o desenvolvimento do lado mais criativo do Caranguejo.
Talvez note no seu filho uma queda para a cozinha. Os Caranguejos têm uma capacidade inata para cozinhar. Fazer bolinhos para o lanche e partilhá-los com toda a família será um momento de grande felicidade!
Se tiver irmãos mais novos ou outras crianças na família, cedo vai desenvolver o instinto para cuidar deles. Incentive esta característica natural envolvendo o seu filho Caranguejo nas rotinas dos pequeninos. Permita que dê uma mãozinha nas tarefas diárias como o banho, vestir ou alimentar. Será um deleite vê-lo!

 

Principais características da criança Caranguejo:
O nativo Caranguejo é o mais preocupado do zodíaco, especialmente no que diz respeito ao bem-estar da sua família e amigos mais chegados. Adora oferecer presentes e está sempre a pensar no que pode fazer para que os que o rodeiam se sintam felizes.
Ao longo do dia, a criança Caranguejo oscila entre bruscas mudanças de humor sem, contudo, perder a simpatia e a afabilidade com os outros.
Imaginativa e fortemente intuitiva, a criança Caranguejo vive todas as emoções de forma intensa e profunda. A alegria e a tristeza são opostos que vive da mesma forma apaixonada.
Disciplinada, aprecia as regras e a ordem simples das coisas.

 

Pontos a considerar na educação e convívio com a criança Caranguejo:
A sensibilidade à flor da pele da criança Caranguejo faz com que fique magoada muito facilmente. Se tiver que a repreender faça-o de forma carinhosa, explicando-lhe sempre o porquê das coisas e dizendo-lhe que, apesar da reprimenda, o sentimento de afeto que sente por ela não se alterou.
Pelas suas características naturais, a criança Caranguejo é feliz numa família carinhosa e onde todos se preocupam e cuidam uns com os outros. Não tem dificuldade em demonstrar os seus sentimentos e gosta de ser retribuída. É importante dizer-lhe todos os dias o quanto é amada.
Naturalmente “aluada” a criança Caranguejo não gosta de perder tempo a arrumar os seus pertences. Contrarie esta tendência, impondo regras claras e objetivas e ensinando-a a arrumar tudo antes de abandonar o local.

 

 

Por Mãe-Me-Quer

– Acompanhem todos os posts desta rubrica

 

0 Comentários

À volta da mesa: panquecas de banana e mirtilo

Mais um domingo, mais uma convidada, hoje o dia pertence à querida Inês, do Ananás & Hortelã.

 

“Ao fim-de-semana com mais tempo e com as crianças na cozinha, é sempre bom preparar panquecas para as manhãs mais sossegadas e lanches mais ricos! Os mirtilos da época ficam lindos a pintar estas panquecas sem glúten.”

 

 

 

 

Panquecas de banana e mirtilo

 

os ingredientes:
3 bananas grandes e maduras;
5 ovos pequenos;
50 gr de coco ralado;
100 gr de mirtilos frescos;
óleo de coco q.b.;
maple syrup, coco e mirtilos para servir.
 

a receita:

Esmagar as bananas com um garfo. Colocar as bananas numa tigela e juntar os ovos batidos e o coco.
Bater muito bem e juntar os mirtilos, envolvendo suavemente na massa.
Numa frigideira, aquecer um pouco de óleo de coco e colocar 3 colheres de sopa da massa por cada panqueca.
Deixar cozinhar bem de um lado, e só quando a massa assentar bem e dourar por baixo, é que se vira, com cuidado e usando uma espátula. Deixar cozinhar do outro lado, até dourar.
Cozinhar toda a massa da mesma forma e servir as panquecas empilhadas, com maple syrup, coco ralado e mirtilos frescos.

 

Nota: a massa é bastante líquida mesmo usando menos um ovo na receita. A consistência da massa vai sempre depender do tamanho das bananas e dos ovos usados. Devem deixar cozinhar muito bem do primeiro lado antes de virar, se não quebram-se com muita facilidade.

São deliciosas.

 

 

Maple syrup e panquecas fofinhas e douradas, trazem o meu nome, quem me acompanha?

 

Podem seguir as belas receitas da Inês no Ananás & Hortelã, e deixar-lhe umas palavrinhas na sua página do Facebook.