À volta da mesa
4 Comentários

À volta da mesa: crepes de arroz

Hoje estreamos a nossa 3ª blogger convidada para se juntar à mesa: é a Sandra Santos, do suculento Marmita!

 

“Sou designer de profissão que sonhava ser fotógrafa em pequena e adoro cozinhar, acabei por criar um blog que é reflexo destas três coisas que me dão mais prazer fazer. Adoro poesia, musica, cinema Português, Espanhol e Francês.
A minha cozinha é o reflexo de várias culturas e países que já visitei e outros que provavelmente nunca irei visitar fisicamente. Digo fisicamente, porque na minha cozinha posso viajar todos os dias para diferentes continentes e isso sim, é das coisas que mais prazer me dá.”

 

A Sandra traz-nos crepes de arroz orientais, feitos para a sobrinha, numa ocasião especial. Nós por cá gostamos de menus audazes e de sabores e ingredientes novos, e estes já estão na minha lista de compras para o fim de semana!

 

 

 

Ingredientes para 6 crepes:

6 folhas de arroz

6 fatias de beterraba crua

1/2 courgette

2 rabanetes

1 cebolinha

1 chav. de Oriente Rice Thai Jasmin

3 colheres de sopa de rúcula

2 colheres de sopa de rebentos de soja

salsa para decorar

 

Para o molho:

1/2 colher de café de molho de peixe

1 colher de café de vinagre balsâmico

1 colher de café de molho de soja

1 colher de chá de azeite

1 colher de chá de açúcar mascavado

sal e pimenta q.b.

água q.b.

sementes de sésamo tostadas q.b.

 

A receita:

Comece por cozer o arroz com uma pitada de sal, de seguida corte todos os ingredientes para ser mais fácil na montagem do crepe. Eu cortei a beterraba em forma de estrela para dar uma certa graça, os rabanetes foram cortados o mais fino que conseguir e as courgettes aos palitos (tipo juliana), juntei a rúcula com aos rebentos de soja e temperei com sal, pimenta, azeite, soja, vinagre balsâmico e reservei. A salsa e a cebolinha foram cortadas normalmente, mas o corte vai um pouco à vontade de cada um.

 

Cozer o arroz com água e sal, passar por água fria para arrefecer mais rápido e ajuda a tirar a goma e reservar.

 

Para começar a preparar os crepes tente ter todos os ingredientes por perto e siga os passos da imagem, existem várias maneiras de enrolar este tipo de crepes, esta para mim foi a que achei mais fácil e penso que depende muito do que é colocado no interior, as courgettes ajudaram a definir a forma do crepe, por isso coloque como eu para ser mais fácil.

 

Depois dos crepes finalizados fazer um molho, tendo como base água, o molho de peixe, o de soja, uma pitada de vinagre balsâmico, azeite, açúcar, o resto da cebolinha e as sementes de sésamo tostadas na hora. Eu não sou dada a molhos Asiáticos fortes, gostei deste porque achei que acabou por ficar muito leve com ajuda da água e do açúcar.

 

As folhas de arroz podem comprar (bem baratinho) nas lojas de produtos Asiáticos no Martim Moniz em Lisboa existem de vários tamanhos e até em meia-lua, nestes crepes comprei o tamanho mais pequeno (16cm).

 

 

 

Adoro as cores e já me imagino a saborear, e vocês, atrevem-se?

Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.

 

4 Comentários

À volta da mesa: crumble de fruta

Hoje à mesa temos a companhia da Ana Morais, aka, Tapas na língua!

Blogger, apaixonada pela luz natural e mãe orgulhosa de uma menina bebé, respira maresia e vive com os pés na areia. Nas horas vagas dedica-se de corpo e alma à fotografia e à cozinha.

Sempre que pode, parte por esse mundo fora em busca de novas sensações, culturas e sabores.

 

“Para a vossa mesa trouxe um crumble… receita que tenho a certeza que vou fazer muitas vezes para a minha filha e os amiguinhos. Tem fruta, é colorida e super fácil e rápida de fazer. O que é uma grande vantagem, quando temos que estar com um olho na panela e outro na criançada.”

 

 

Ingredientes para o Recheio de Fruta:

3 chávenas de amoras,
3 maçãs,
sumo de 1 limão,
2 colheres de sopa de açúcar amarelo,
2 colheres de sopa de farinha integral.

 

Ingredientes para Cobertura Crocante:

3/4 chávena de açúcar mascavado ou amarelo;
2/3 chávena farinha integral;
1/2 chávena flocos de aveia;
1/2 chávena de amêndoas laminadas;
1/2 chávena de coco ralado;
4 colheres sopa de manteiga com sal;
canela em pó a gosto.

 

Mãos na Massa:

Pré-aquecer o forno a 200°. Para a base juntar as amoras, as maçãs com casca aos pedacinhos, o sumo de limão, a farinha e açúcar. Misturar bem.

Depois, para a cobertura, misturar os ingredientes secos: farinha, açúcar mascavado, aveia, coco, amêndoas e canela. Incorporar a manteiga usando as mãos, até estar tudo bem misturado. Distribuir a cobertura do crumble uniformemente sobre a mistura de frutas.

Levar ao forno por aproximadamente 35 minutos, ou até dourar e a mistura de frutas estiver a borbulhar.

Servir com iogurte grego natural (e um fio de mel).

 

 

 

 

Delicioso e eu por cá, vou experimentá-lo ainda hoje!

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!

 

2 Comentários

À volta da mesa: cake pops de chocolate

Hoje estreamos uma rúbrica saborosa e robusta, além de incrivelmente bem fotografada e feita com talento e amor…

“À volta da mesa” fala de comida, das refeições em família, das coisas giras para as festas e lanches da miudagem, do prazer de comer e partilhar.

Convidámos 5 fazedoras de coisas boas, cujos blogs são lindos de morrer e a simpatia é a cereja no topo do bolo, tal o entusiasmo com que disseram sim ao convite.

São elas, a Teresa, do Lume Brando, a Ana, do Tapas na língua, a Sandra, do Marmita, a Inês, do Ananás e Hortelã e a Susana, do No soup for you.

5 bloggers doces, de 5 blogs iluminados. Uma de cada vez, para sejam devidamente apreciadas, sempre aos domingos de manhã, para deleite da vossa família.

 

A estreia coube à Teresa, que se apresenta:

 

“Rapariga do norte (que inveja as temperaturas do sul).

Redactora publicitária freelancer e home baker nas horas vagas (ou será ao contrário?).

Food blogger desde 2004 (com algumas interrupções pelo meio).

Viciada em ‘kitchenalia’ (livros e revistas incluídos).

Casada e mãe de dois piratas (para quem adora preparar festas e petiscos).

 

Quem segue o Lume Brando sabe que eu tenho um fraquinho por festas.  Festas com mesas bonitas e cheias de coisas boas, mas preferencialmente feitas em casa. Como vem aí a Primavera, que é o tempo das festas dos mais novos por excelência (arrisco dizer que é a época do ano em que nascem mais bebés), achei que seria giro trazer uma sugestão para aquelas mães (ou pais, ou tias, ou madrinhas…) que, tal como eu, gostam de pôr as mãos na massa e preparar coisas lindas para quem mais gostam.

Let’s party!”

 

 

Cake Pops de chocolate (para cerca de 50 unidades)

 

Bolo:

2 ovos

1 chávena* de açúcar amarelo

1/2 chávena* de óleo vegetal

1/2 chávena *de água a ferver

65 g de chocolate em pó (ou 1/2 pacote)

1 chávena de farinha sem fermento

1 colher de chá de fermento em pó

*250 ml de capacidade

 

Ganache:

200 ml de natas

200 g de chocolate de culinária

 

Cobertura:

400 g de Candy Melts ou outras pastilhas coloridas de chocolate para fundir, ou  sucedâneo de chocolate para fundir (há colorido e resulta muito bem).

 

E ainda, 50 pauzinhos de cake pops (pode usar palitos de espetada, mas os de papel aderem melhor às bolinhas)

Sprinkles coloridos

3 bases de esferovite  (ou 3 ‘oásis’ de florista)

 

 

 

Pré-aqueça o forno nos 180º.

Unte bem uma forma pequena (14 ou 16 cm de diâmetro) com manteiga e polvilhe com farinha; forre o fundo com papel vegetal e volte a untar/polvilhar.

Coloque a água a ferver.

Com um batedor de varas, bata os ovos com o açúcar.

Junte o óleo, de seguida a água, e mexa bem.

Junte o chocolate, dissolva bem.

Envolva a farinha e o fermento.

Verta na forma e leve a cozer cerca de 25 minutos ou até um palito sair limpo do interior do bolo. Desenforme sobre papel vegetal e deixe arrefecer completamente.

Faça a ganache, partindo o chocolate em pedaços para um taça de vidro ou metal. Leve as natas a ferver e verta-as sobre o chocolate. Espere uns minutos e mexa com um batedor de varas até obter um creme liso e brilhante. Deixe arrefecer.

Quando o bolo e a ganache estiverem frios, desfaça o bolo para uma taça grande (reserve algum bolo para o caso da massa ficar demasiado mole) e junte aos poucos ganache amassando com as mãos (à partida não vai precisar da ganache toda). Para testar se a massa está no ponto, faça uma bolinha e espete um palito de cake pop: a bolinha não deve rachar. Derreta em banho-maria a cobertura escolhida (a água do recipiente de baixo não deve tocar no recipiente da cobertura), transfira-a para um copo alto, onde possa mergulhar os cake pops. Faça bolinhas (um pouco mais pequenas do que brigadeiros) e coloque-as sobre papel vegetal. Mergulhe a ponta de um pauzinho de chupa-chupa na cobertura e espete-o numa bolinha até cerca de metade desta. Repita a operação com as restantes bolinhas.  Fixe quais foram os primeiros cake pops que fez, para começar a cobrir esses, pois já terão o pauzinho mais firme.  Mergulhe cada cake pop no copo da coberura, retire, rode o cake pop suavemente para retirar o excesso de cobertura, salpique com os sprinkles (coloque uma taça grande por baixo, para aparar os que caem, e espete em esferovite ou ‘oásis’ de florista até secar.

 

Hum hum hum…

Para acompanharem as deliciosas receitas da Teresa, visitem-na no Lume Brando, e se quiserem deixar-lhe um olá, passem pela página do Facebook!