Decoração da casa
0 Comentários

Um quarto de rapaz crescido

A arquitecta Catarina Batista oferece um serviço de consultoria muito útil para decorar e redecorar os quartos dos miúdos. Os clientes recebem as ideias, as fotos, a descrição das peças sugeridas, e depois podem meter mãos à obra e sentir, ainda que apoiados, que são os autores das suas casas.

Contou-nos Catarina Batista que ‘o quarto deste menino foi pensado para um futuro próximo. A ideia era sobretudo criar um espaço amigo deste futuro adolescente mas que ao mesmo tempo não perdesse o seu ar de menino. As cores fortes reflectem a personalidade enérgica e divertida do R. ‘

 

‘A ideia era criar um ambiente com alguma vibração e que colmatasse as necessidades básicas de um quarto de dormir e de brincar. As cores predominantes são masculinas e ao mesmo tempo divertidas pelo que elementos como o relógio, o farol , elementos estrelados dão um ar de aventura sem ser infantil.’

Aprovado! Sobra-nos apenas a questão: irá o R. manter o quarto assim, tão arrumado?

 

0 Comentários

Se as paredes falassem

‘O Wallphabet nasceu para dar voz às paredes.’  É assim que se apresenta esta recente iniciativa portuguesa, que nos propõe a decoração das nossas paredes com palavras.

Letra a letra, a cores ou em preto, uma forma muito simples de acrescentar um toque especial ao quarto dos miúdos: os nomes, as alcunhas carinhosas, o personagem de animação preferido, as primeiras palavras balbuciadas, uma frase inspiradora, um desejo: ‘Quando eu for grande…’

wall

{Fotos de Wallphabet, via facebook.}

Claro que isto me enche completamente as medidas! Já ando a rabiscar ideias no caderninho, o mais difícil é decidir-me entre tantas… Até porque o preço não é, de todo, proibitivo: um euro por letra ou símbolo. Ora bem, quantas letras terá o poema ‘Oh, The Places You’ll Go’, do Dr. Seuss? 1, 2, 3, 4, 5…