Livros
0 Comentários

O longo traço Tinimini

As doçuras Tinimini fazem parte da nossa selecção de fornecedores e é sempre um gosto mostrar aqui o resultado das conspirações miss Margarida + miss Pinto.

Mas estas conspiradoras prodígio não se ficam por aí e estendem o seu longo traço doce para outros domínios. Como este que vos trago hoje. Um livro de canções belíssimas, assinado por Matilde Rosa Araújo, que a Porto Editora lança agora com ilustrações da Célia Antunes, aka miss Margarida, um encontro articulado pela nossa Susana Esteves Pinto.

 

 

 

 “As cançõezinhas da Tila” são leitura recomendada para o 1º ano de escolaridade e um objecto precioso. Um livro pequenino, muito portátil, de preço acessível, recheado de palavras bonitas e ilustrações a condizer. A mim, soa-me a presente perfeito.

 

0 Comentários

Book trailers para miúdos

Cá em casa somos fãs do sr. Oliver Jeffers. Bem, talvez o Francisco não expresse exactamente por estas palavras o quanto gosta daqueles livros em particular, mas o que é um facto é que gosta. E eu também.

Tudo começou com um prenda da minha querida amiga Maria João: o livro ‘Perdido e Achado’ é uma das nossas leituras preferidas e há sempre um detalhe novo a descobrir, seja na escolha cuidadosa das palavras do texto, seja na doçura das ilustrações. Como este abraço, que me derrete.

perdido_e_achado

Ilustração de Oliver Jeffers

Pois bem, hoje chegou-me à atenção o book trailer de mais um livro a juntar à wish list. É engraçado, este conceito de book trailer, sobretudo para as crianças. Estou desejosa de ver qual será a reacção do miúdo, mais logo.

Eu estou convencida. E vocês?

 

 

0 Comentários

Vamos dar a volta ao mundo num segundo?

Tanta coisa acontece num segundo, dizem-nos Isabel Minhós Martins e Bernardo Carvalho. Agora, em formato de luxo, já que a editora Planeta Tangerina resolveu que o regresso de um dos seus livros premiados devia ser em grande.

omns_capa_novo_site_0

omns_new3_low

omns_new4_low

Porquê uma nova edição deste livro?

“Porque é um dos títulos do catálogo do Planeta Tangerina mais transversal, em termos de idade e género: leitores pequeninos e grandes, raparigas e rapazes, senhoras e senhores, todos sem excepção poderão gostar de voltar a mergulhar neste universo próximo da banda-desenhada, em que momentos dos cinco continentes são capturados para sempre.

Neste livro, cada página é como se fosse uma janela: abrimo-la e estamos no Brasil, na Austrália, em África, ao virar da esquina. E os momentos que observamos estão ali tão próximos que temos a sensação de estar a viajar…”

 

Boas voltas ao mundo!

 

 

0 Comentários

Com quantas letras se escreve ‘Dia da Criança’?

Já Proust dizia que os melhores momentos da infância são aqueles passados na companhia dos nossos livros preferidos. Nos primeiros anos, os garotos não passam sem as histórias lidas e relidas (e relidas) pelos pais – e decoram cada palavra de cada página de forma a manterem uma apertada vigilância sobre a nossa fidelidade ao conteúdo da obra…

Mais tarde, quando aprendem a ler, abre-se-lhes todo um novo mundo, uma nova dimensão daquela relação já tão madura entre eles e a palavra escrita: a dimensão da privacidade. Descobrir a possibilidade de isolamento do mundo nas páginas de um livro deve ser um momento verdadeiramente mágico. Quão bom seria guardarmos a memória precisa de tal epifania?

O Dia da Criança assinala-se este sábado e não faltam programas um pouco por todo o país.  Eu sugiro a quem estiver por Lisboa e arredores uma passagem pela Feira do Livro, que oferece dezenas de actividades dedicadas aos miúdos – a conferir aqui. print_pg31_lafound_1024x1024

 

Ilustrações de Oliver Jeffers

Sejam para abraçar ou devorar, os livros que nos tocam ficam sempre connosco. A começar desde cedo, bem cedo.

 

0 Comentários

Livros de memórias para pequenos finalistas

Cá em casa andamos (todos) a preparar-nos para a primeira ‘transição académica’ do Francisco. Em Setembro abrem-se as portas do ensino pré-escolar e, para trás, fica a creche, a segunda casa do rapaz durante três anos. As memórias são mais que muitas: foi ali que ele deu os primeiros passos, que disse as primeiras palavras, que fez os primeiros amigos, que conheceu a primeira namorada…

Recordar as festas de Natal e de final de ano lectivo, sempre a envolver (e muito) os pais, é uma festa por si só. São recordações que nos esforçamos muito por preservar, são preciosas e decerto que o Francisco irá adorar poder regressar a estas referências quando for mais crescido.

Já estamos a um mês e poucos dias da festa de final de ano, a última na creche. Por esta altura, andam as educadoras, as auxiliares, os pais, a dar voltas à cabeça para criarem um dia divertido, emotivo, inesquecível.

E esta ideia é absolutamente perfeita para fechar esta primeira etapa com chave de ouro.

Inéditar
Inéditar
Inéditar

A Inéditar tem já uma larga experiência na criação de Livros de Finalistas e está, neste preciso momento, com ‘as mãos na massa’.

Conhecemos a Inéditar de longa data (são eles que imprimem, por exemplo, a SMagazine; também são eles uma das metades do projecto Happy Together) e sabemos que, a colocar memórias tão valiosas nas mãos de alguém, seria nas mãos da Inês e do Alberto, sem pestanejar.

Assim sendo, e porque está na altura de avançar, aconselho-vos a pedir um orçamento online. Podem compor o livro e enviá-lo apenas para impressão, podem juntar imagens e informações e deixar a paginação a cargo da Inéditar – e podem ainda abrilhantar o conjunto com ilustrações personalizadas de artistas nacionais.

Prontos para criar um objecto mágico?

 

1 Comentário

Festa no planeta das maravilhas

A editora Planeta Tangerina está na ordem do dia. Não é que não costume estar – cada lançamento de um livro urdido nesta oficina de espanto causa sensação. Mas estes tempos são mesmo de festa.

O cenário é a Feira de Bolonha, que abriu ontem portas à créme de la créme da edição de livros para crianças, na sua 50ª edição.

ILHA_capa_72

O livro “A Ilha”, escrito pelo estreante João Gomes de Abreu e ilustrado pela veterana Yara Kono, vencedora do Prémio Nacional de Ilustração 2010, ganhou uma Menção do Júri na categoria Opera Prima nos Bologna Ragazzi Awards deste ano.

Ao longo destas belíssimas páginas, acompanhamos as aventuras e desventuras dos habitantes de uma ilha que decidem construir uma ponte que os ligue ao continente.

ilha1

ilha2

Outro motivo de nota: o Planeta Tangerina está pela primeira vez na Feira de Bolonha com um stand individual. E, last but not least, a editora encontra-se entre os muito poucos nomeados para a primeira edição do BOP – Bologna Prize for the Best Children’s Book Publisher of the Year.

Estamos todos a torcer por vocês!