Marmita
0 Comentários

À volta da mesa: pão de alfarroba e não-tella

Continuamos neste impasse quente e frio, mas parece q é desta que entramos em modo outonal. Para este fim de semana, a querida Sandra, do blogue Marmita, traz-nos pão e chocolate, em versão mais elaborada, com sabores deliciosos para o frio: alfarroba, avelã, cardamomo e por aí!

 

Vamos lanchar?

 

 

 

 

 

 

Pão de alfarroba e “não-tella” (receita de Mafalda Pinto Leite)

 

os ingredientes para o pão de alfarroba:

1 pedaço de gengibre
1/2 chávena de tâmaras (sem caroço)
1 1/2 chávena de farinha de trigo
1/2 chávena de aveia
1 colher de chá de canela
1/2 colher de chá de cardomomo (usei do preto)
1/2 colher de chá de bicabornato de soda
3 colheres de sopa de alfarroba
1 ovo, ligeiramente batido
1 1/2 colher de chá de vinagre de cidra
1/4 de chávena de azeite ou óleo de coco (eu usei a 2ª hipótese)
1/2 chávena de xarope de ácer (maple syrup)
1 colher de chá de extracto de baunilha

 
a receita:

 

Aqueça o forno a 180º. Forre uma forma de pão ou bolo inglês com papel vegetal. Reserve. Coloque o gengibre e as tâmaras num robô e pique até obter uma pasta. Reserve.
Numa tigela grande misture a farinha, a aveia, as especiarias, a soda e a alfarroba. Numa tigela média misture bem o ovo, o leite, o vinagre, o óleo de coco, o maple syrup e a baunilha. Junte esta mistura à tigela com farinha e adicione a pasta de tâmaras. Incorpore tudo sem mexer de mais (para não tornar o pão massudo).
Deite para a forma previamente preparada e leve ao forno por 30 a 40 minutos ou até estar cozinhado no interior.

 
os ingredientes para a Não-Tella: (1 e 3/4 de chávena)

 

1 1/2 chávena de avelãs torradas sem pele*
1/4 de chávena de cacau ou alfarroba em pó (Usei metade de cada um)
1/4 chávena de adoçante a gosto
1 vagem de baunilha
2/3 de chávena de óleo de coco

 

 

a receita:

 

Coloque as avelãs num robô e pique até obter migalhas muito finas, quase pó (eu acho que não fiz esta parte muito bem, por isso, deixem bem picadinho). Junte os restantes ingredientes e bata uns bons 5 minutos (ou mais) até obter uma mistura cremosa.
Se quiser uma consistência mais líquida, do tipo “molho”, junte mais óleo de coco.
 

Parece-me tudo muito deliciosamente suculento.

Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.

 

0 Comentários

À volta da mesa: chá fresco de erva limão e pêssegos

O verão já se tinha ido embora, mas esta semana parece que voltou, e a querida Sandra, do blogue Marmita, nem hesitou!

 

Chá fresco de lemongrass (erva limão ou erva príncipe), com pêssegos paraguaios (aqueles achatadinhos), que tal?

 

 

 

 

Chá fresco de lemongrass e pêssego

 

os ingredientes:

 

4 folhas de lemongrass;
2 pêssegos paraguaios;
1 litro de água;
2 colheres de xarope de beterraba ou mel.

 

 

a receita:

 

Fazer a infusão com as folhas de lemongrass e 500ml de água a ferver, deixar arrefecer por completo e se tiver tempo, coloque a infusão no frigorífico para arrefecer mais rapidamente.

Numa liquidificadora / Bimby coloque os pêssegos, sem caroço, com a casca e os restantes 500ml de água (para ficar bem fresco, use água fria). Passe muito bem os pêssegos, junte a esse néctar o chá previamente arrefecido e passe durante mais uns 20 segundos.

Coloque o chá numa jarra, adicione o açúcar a gosto, eu usei xarope de beterraba, mas pode usar o que quiser, e por fim decore com mais umas fatias de pêssego e gelo.

 

Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.

 

0 Comentários

À volta da mesa: gelado de morango e côco

O verão já chegou (really…?!) e portanto, oficialmente, a época de gelados está aí. A receita de hoje vem da optimista Marmita!

Gelado de morango e côco, que tal?

 

 

 

 

Gelado de morango e côco

 

os ingredientes:

 

para 10 gelados

1 chávena (250ml) de morangos, usei congelados;
5 colheres de açúcar mascavado;
400ml de leite de coco;
200 ml de leite meio-gordo.

 

a receita:

 

Colocar os morangos num robot de cozinha ou liquidificadora e no botão do turbo picar muito bem, adicionar 2 colheres de açúcar, levar ao lume até ferver, derreter o açúcar na totalidade e ficar uma espécie de topping e reservar.

Num copo deitar o leite, o leite de côco e o açúcar, mexer tudo muito bem até que o açúcar derreta.

Nas formas começar por colocar os morangos no final e de seguida o leite de coco, fechar bem a forma, colocar os pauzitos na forma e levar ao congelador pelo menos durante 6 horas.

 

O Ikea tem formas destas, vamos experimentar?
Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.

 

0 Comentários

À volta da mesa: scones com queijo colorido

Hoje trazemos um lanche colorida para a mesa, com dedo da querida Marmita.

São scones com queijo colorido, a partir de vegetais! Estranho? Não, apetitoso!

 

“Noto pela minha sobrinha o quanto difícil é para uma criança comer legumes ou uns vegetais sem fazer uma enorme birra. No entanto ela adora comer coisas coloridas, que a façam lembrar os lápis de cor, ou os bonecos animados da tv. Já fizemos muffins com corantes e ela delirou! A minha ideia partiu daí, em juntar aos queijinhos uns tons que agradassem aos mais novos. Dos três tons a beterraba foi o que mais gostei, tanto na cor como sabor,  o marido preferiu a verde da rúcula em termos de sabor!”

 

 

 

Scones com queijo colorido

 

os ingredientes:

 

para os scones

125gr de farinha;
15 gr de manteiga;
25 gr de açúcar branco;
50 ml de leite;
1 ovo;
1 colher de chá de fermento em pó;
1 pitada de sal.

 

para o recheio

1/2 beterraba;
1/2 cenoura;
2 colheres de sopa de rúcula;
1 embalagem de queijo Vaca que Ri;
sal, pimenta;
umas gotinhas de limão;
1/2 colher de sobremesa de vinagre de maçã.

 

a receita:

 

Pré-aqueça o forno a 200ºc.

Numa batedeira ou robot de cozinha coloque todos os ingredientes e envolva até a massa ficar bem interligada.

Num tabuleiro de ir ao forno, polvilhado com farinha, deite colheradas de massa com 3 dedos de distância entre eles e leve ao forno cerca de 15 minutos.

Retire do forno coloque numa rede e deixe arrefecer.

 

 

 

Numa picadora ou robot de cozinha pique em separado a cenoura e a beterraba retire e junte a cada uma 2 queijinhos vaca que ri. Para a cenoura temperei com sal e pimenta e na beterraba sal e vinagre de maçã. A rúcula, coloquei no almofariz até a ficar uma espécie de molho bem passadinho, adicionei sal e uns gotinhas de limão e mais 2 triângulos de queijo.

Partam os scones ao meio e sirvam com os 3 recheios coloridos, espero que as vossas crianças
gostem.

 

Primeiro estranha-se e depois entranha-se? Merece a experiência!
Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.

 

0 Comentários

À volta da mesa: muffins de oreo & marshmallows

Hoje temos doces para a sobremesa: muffins de oreo e marshmallows, uma bela gulodice trazida para a nossa mesa pela querida Marmita.

 

 

 

 

 

Muffins de oreo & marshmallows

 

os ingredientes:

para 17 unidades
3 ovos,
1 embalagem oreos grandes (150gr),
1 embalagem de mini oreos (não usei todas),
200 grs de farinha,
1 colher de chá de fermento,
100 grs de açucar mascavado,
130 grs de margarina sem sal,
mini marshmallows q.b.

 

a receita:

Bater a manteiga (temperatura ambiente) com o açúcar até ficar cremoso, depois colocar os ovos 1 a 1 e ir batendo e por fim peneirar e juntar a farinha e o fermento. Colocar em forminhas de papel primeiro as oreos na base e alguns marshmallows , por cima da massa e por cima desta mais um pouco de marshmallows e algumas oreos minis.

Levar ao forno durante 30 min a 180º ou até ficarem douradinhos.

 

 

 

Overdose de doçura!

Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.

 

4 Comentários

À volta da mesa: crepes de arroz

Hoje estreamos a nossa 3ª blogger convidada para se juntar à mesa: é a Sandra Santos, do suculento Marmita!

 

“Sou designer de profissão que sonhava ser fotógrafa em pequena e adoro cozinhar, acabei por criar um blog que é reflexo destas três coisas que me dão mais prazer fazer. Adoro poesia, musica, cinema Português, Espanhol e Francês.
A minha cozinha é o reflexo de várias culturas e países que já visitei e outros que provavelmente nunca irei visitar fisicamente. Digo fisicamente, porque na minha cozinha posso viajar todos os dias para diferentes continentes e isso sim, é das coisas que mais prazer me dá.”

 

A Sandra traz-nos crepes de arroz orientais, feitos para a sobrinha, numa ocasião especial. Nós por cá gostamos de menus audazes e de sabores e ingredientes novos, e estes já estão na minha lista de compras para o fim de semana!

 

 

 

Ingredientes para 6 crepes:

6 folhas de arroz

6 fatias de beterraba crua

1/2 courgette

2 rabanetes

1 cebolinha

1 chav. de Oriente Rice Thai Jasmin

3 colheres de sopa de rúcula

2 colheres de sopa de rebentos de soja

salsa para decorar

 

Para o molho:

1/2 colher de café de molho de peixe

1 colher de café de vinagre balsâmico

1 colher de café de molho de soja

1 colher de chá de azeite

1 colher de chá de açúcar mascavado

sal e pimenta q.b.

água q.b.

sementes de sésamo tostadas q.b.

 

A receita:

Comece por cozer o arroz com uma pitada de sal, de seguida corte todos os ingredientes para ser mais fácil na montagem do crepe. Eu cortei a beterraba em forma de estrela para dar uma certa graça, os rabanetes foram cortados o mais fino que conseguir e as courgettes aos palitos (tipo juliana), juntei a rúcula com aos rebentos de soja e temperei com sal, pimenta, azeite, soja, vinagre balsâmico e reservei. A salsa e a cebolinha foram cortadas normalmente, mas o corte vai um pouco à vontade de cada um.

 

Cozer o arroz com água e sal, passar por água fria para arrefecer mais rápido e ajuda a tirar a goma e reservar.

 

Para começar a preparar os crepes tente ter todos os ingredientes por perto e siga os passos da imagem, existem várias maneiras de enrolar este tipo de crepes, esta para mim foi a que achei mais fácil e penso que depende muito do que é colocado no interior, as courgettes ajudaram a definir a forma do crepe, por isso coloque como eu para ser mais fácil.

 

Depois dos crepes finalizados fazer um molho, tendo como base água, o molho de peixe, o de soja, uma pitada de vinagre balsâmico, azeite, açúcar, o resto da cebolinha e as sementes de sésamo tostadas na hora. Eu não sou dada a molhos Asiáticos fortes, gostei deste porque achei que acabou por ficar muito leve com ajuda da água e do açúcar.

 

As folhas de arroz podem comprar (bem baratinho) nas lojas de produtos Asiáticos no Martim Moniz em Lisboa existem de vários tamanhos e até em meia-lua, nestes crepes comprei o tamanho mais pequeno (16cm).

 

 

 

Adoro as cores e já me imagino a saborear, e vocês, atrevem-se?

Acompanhem as receitas suculentas da Marmita, e deixem uma palavrinha simpática à Sandra, na sua página do Facebook.