Segundas
0 Comentários

Segundas astrológicas!, por Mãe-Me-Quer

sbaby_touro
Ilustração de Célia Fernandes

 

 

Criança Touro: de 21 de abril a 21 de maio

 

Segundo signo do zodíaco
Planeta regente: Vénus
Elemento: Terra
Cor: Rosa, azul e verde pálidos, tons papel
Pedra preciosa: Esmeralda, safira, pérola, água-marinha
Metal: Cobre, prata

 

A influência de Vénus, o planeta do amor, faz com que a criança Touro seja uma grande apreciadora da beleza e das coisas boas da vida.
Procura e valoriza a estabilidade e a segurança a nível emocional e material ao longo de toda a vida. Nesse sentido não promove a quantidade mas a qualidade das relações. O lema “poucos amigos, mas bons” adequa-se perfeitamente à sua forma de estar.

 

Como estimular o desenvolvimento do seu filho Touro:
Prática, ponderada, metódica, com uma personalidade calma, simples e descomplicada, a criança Touro foca a sua atenção em questões específicas e concretas.
Quando se interessa por uma atividade pode ficar horas a fazer a mesma coisa. Os pais/educadores devem ter esta característica natural em atenção e estimular a criança Touro a envolver-se em novas atividades e a sair fora da sua área de conforto.
Ao enfrentar novos desafios em criança, o Touro aprende a adaptar-se à mudança e a correr riscos, apesar de este ser sempre muito ponderado. A resistência natural à mudança pode ser encarada como teimosia mas é, de fa, uma estratégia de sobrevivência.

 

Principais características da criança Touro:
Os principais traços da personalidade Touro são a confiança nas suas capacidades físicas e intelectuais, a procura constante da estabilidade e segurança (emocional e material) e a paciência.
Como não gosta de correr riscos, a criança Touro precisa de ter uma rotina estável no seu dia-a-dia. Saber antecipadamente o que a espera e com o que pode contar, ajuda-a a sentir-se segura e confiante.

 

Pontos a considerar na educação e convívio com a criança Touro:
Com uma personalidade disponível e sensível às necessidades dos outros, a criança Touro está sempre presente para ajudar os amigos. Esta é uma característica para a vida.
A participação em atividades de grupo e o convívio social permitem-lhe alargar o seu leque de interesses e contrariar a tendência para se prender à rotina e ao que sabe fazer.
A segurança emocional é a pedra de toque do equilíbrio da personalidade Touro. Muito sensível e adversa à tensão emocional e à agressão física, a criança Touro é feliz quando a família vive em harmonia, quando encontra espaço para dialogar e partilhar os seus anseios com os pais e o ambiente escolar é estável e previsível.
A criança Touro é naturalmente bem-disposta e humorada. Como grande apreciadora das rotinas que é, gosta de comer e de dormir a horas certas e pode ficar rabugenta se tal não acontecer. Mesmo fora de casa, mantem o relógio biológico a funcionar e não tolera com agrado alterações aos seus hábitos diários.

 

 

Por Mãe-Me-Quer

- Acompanhem todos os posts desta rubrica -

 

0 Comentários

Segundas, tomem nota: Onde é que vão estar no 25 de Abril?

São vários os eventos em todo o país que assinalam os 40 anos do 25 de Abril, muitos deles dirigidos às famílias. Este link reúne as comemorações oficiais e não só, em várias localidades de norte a sul. Filtrando pela categoria “Infantil” é possível chegar às iniciativas mais adequadas ou especificamente concebidas para crianças, nomeadamente exposições, peças de teatro, horas do conto, etc., que pretendem explicar aos mais pequenos o significado da Revolução dos Cravos. Neste link encontram a programação específica da Câmara Municipal de Lisboa.

 

donarosaColagem

 

Alguns destaques das comemorações:

.Na noite de 24 de Abril, o Terreiro do Paço será palco de um espectáculo de videomapping que mostra os principais momentos da Revolução. À meia-noite haverá uma chuva de cravos sobre o Tejo ao som de Grândola, Vila Morena.

.No Palácio de São Bento podem visitar, até 30 de Junho, a exposição O Nascimento de uma Democracia, comissariada por Pacheco Pereira. Além disso, a casa da Assembleia da República vai estar aberta ao público na tarde dos dias 25, 26 e 27, com visitas livres, concertos e filmes.

.Dia 25 há um Piquenique para Famílias no Parque Eduardo VII com várias actividades para crianças, desde música, teatro e histórias a yoga e jogos tradicionais.

.Dia 26 é exibida a peça Dona Rosa e os 25 Cravos, do grupo de Teatro Os Inadaptados, no Museu Nacional do Teatro. A entrada é gratuita e requer inscrição prévia através da Junta de Freguesia do Lumiar (T. 217 541 350).

 

IndieJunior

 

IndieJ (2)

 

Há 10 anos a revolucionar a agenda dos pequenos cinéfilos, o IndieJunior (integrado no IndieLisboa), está de regresso de 24 de Abril a 4 de Maio. “As crianças não são previsíveis, por que razão os filmes infantis têm de ser?” é o mote da edição comemorativa. E como a data é redonda, faz-se uma Festa de Aniversário como deve ser e cantam-se os Parabéns ao Indie. É no dia 27 de Abril, domingo, no Jardim do Palácio Galveias, ao Campo Pequeno. Vai lá estar uma Bibliocicleta, vai haver uma Corrida de Triciclos e até um concerto indie para meninos pela banda They’re Heading West. A entrada é livre. A festa começa às 16 horas e antes disso, às 15h, há uma sessão de cinema grátis para famílias na Culturgest.

 

Do cinema para o teatro, de Lisboa para o Porto. O Fazer a Festa – Festival Internacional de Teatro volta ao Palácio de Cristal para a sua 33ª edição. De 24 de Abril a 4 de Maio, há teatro para a infância e juventude, dentro e fora de portas, pois os jardins do palácio também são palco de algumas encenações. De 2 a 4 de maio o festival estende-se ao Parque Basílio Teles, em Matosinhos.

 

Duas ou três notas finais, antes que me cortem o texto: dia 26 de Abril, sábado, realiza-se em Lisboa o primeiro Dia dos Cruzeiros. Mediante inscrição prévia através do site, é possível visitar um navio de cruzeiros por dentro. Pelas 15 horas podem assistir a um desfile de embarcações tradicionais no rio Tejo.
Até ao final do mês ainda podem aproveitar para Ler em Todo o Lado, uma iniciativa das Bibliotecas Municipais de Lisboa e de algumas livrarias, alfarrabistas e editoras.

Por fim (agora é que é), ainda vem distante mas é bom lembrar: o Dia Internacional dos Museus celebra-se a 18 de Maio e a noite anterior, 17, é Noite dos Museus. A programação será divulgada aqui.

 

FELIZ 25 DE ABRIL!

 

 

Por Céu Coutinho, directora do Lifecooler e blogger em Senhoras da nossa idade
- Acompanhem todos os posts desta rubrica -

 

0 Comentários

Segundas astrológicas!, por Mãe-Me-Quer

sbaby_carneiro
Ilustração de Célia Fernandes

 

 

Criança Carneiro: 21 de Março a 20 de Abril

 

Primeiro signo do zodíaco
Planeta regente: Marte
Elemento: Fogo
Cor: Vermelho, laranja, amarelo
Pedra preciosa: Diamante, rubi, topázio, cornalina, granada
Metal: Ferro, ouro

 

A criança Carneiro (Aires) tem dentro de si a energia da primavera, a força e a vitalidade da explosão da vida na natureza.

Com uma personalidade simples e direta, a criança Carneiro tem uma vontade férrea de se destacar e de ser bem-sucedida em tudo o que faz. Está sempre pronta para enfrentar novos desafios, experimentar coisas novas e competir. Por tudo isto, a criança Carneiro sente-se e gosta de ser o centro das atenções.
A impaciência, forte traço da personalidade deste signo, faz com que deseje que tudo se concretize rapidamente. Quando isso não acontece, pode desinteressar-se das atividades e abandonar as tarefas a meio, gerando um sentimento de frustração. Esta tendência natural deve ser contrariada pelos pais/educadores para que a criança compreenda que há certos resultados que não se vêem no imediato.
A criança deve ser orientada para desenvolver a paciência e apreciar o tempo que decorre entre o instante em que realiza a ação e o momento em que obtém o resultado. “O caminho faz-se caminhado” poderá ser um bom princípio de aprendizagem.

 

Como estimular o desenvolvimento do seu filho Carneiro:
As atividades relacionadas com a jardinagem, por exemplo, são um bom exercício. Preparar a terra (nem que seja num pequeno vaso), plantar a semente e vê-la crescer devagarinho todos os dias, ajuda a criança a compreender que tudo precisa de tempo para se desenvolver e transformar.

 

Principais características da criança Carneiro:
. Personalidade entusiasta, ativa, independente, competitiva e voluntariosa tem uma atitude positiva perante os vários acontecimentos da vida.
. Com uma energia contagiante e motivadora (quando está verdadeiramente interessada e envolvida na atividade que está a desenvolver), a criança Carneiro tem força e vontade de lutar para atingir os seus objetivos e fazer valer o seu ponto de vista.
. Atitude pró-ativa e de ação (o que também a pode levar a agir imponderadamente, por impulso e sem refletir nos riscos e nas consequências das suas atitudes).
. Predominância do “eu” e da orientação para si próprio, o que pode resultar na tendência para o egoísmo e para a agressividade. Pode ser pouco paciente e ter dificuldade em lidar e gerir a frustração (a tal vontade de se destacar e de ser sempre o primeira em tudo).
. Impaciência e desmotivação perante tarefas que implicam a obtenção de resultados a médio/longo prazo.
. Aprecia a ordem simples e direta das coisas, mas pode reagir menos bem a ordens cujo significado não compreende.

 

Pontos a considerar na educação e convívio com a criança Carneiro:
. Respeitar o ritmo agitado e energético da criança (o seu filho Carneiro tem uma grande necessidade de se expressar fisicamente e de estar sempre ativo).
. Valorizar e incentivar o espírito de liderança da criança, através do reforço positivo e da participação em atividades que lhe permitam exercitar as competências de liderança.
. Introduzir novas atividades no dia-a-dia da criança e incentivar os seus pontos de interesse para evitar a rotina e o consequente desinteresse (vale a pena lembrar que os passatempos ou atividades de tempos livres podem tornar-se na vocação e na vida profissional do seu filho).
. Impor limites nas ações ou comportamentos da criança sempre que os mesmos a conduzam a situações de conflito ou frustração.
. Orientar a criança por forma a pensar antes de agir/reagir e a ponderar as consequências das suas ações e atitudes, para si e para os outros.
. Ensinar a criança a ser tolerante, a fazer concessões e a partilhar, contrariando a sua natural inclinação para o egoísmo e a predominância do “eu”.
. Ensinar e cultivar a paciência e o nível de motivação ao longo do tempo, de modo a manter o interesse perante atividades que não dão frutos no imediato.

 

 

Por Mãe-Me-Quer

- Acompanhem todos os posts desta rubrica -

 

0 Comentários

Segundas, tomem nota!

Se uma andorinha não faz a Primavera, que tal um bando de borboletas? A chegada da estação mais bonita, cheirosa e inspiradora do ano é celebrada com a reabertura do Borboletário do Museu Nacional de História Natural e da Ciência (MUHNAC) já a 21 de Março. É o único borboletário de Lisboa e fica no meio do maravilhoso Jardim Botânico, na Rua da Escola Politécnica. Nunca lá fui ver as borboletas mas conto fazê-lo muito em breve.

 

borboletario (1)

 

(Tenho uma cábula enorme de sugestões! Nesta altura do ano sucedem-se os dias especiais, a começar pelo Dia do Pai, já esta quarta-feira. Não esqueçam!)

 

Dia 22 de Março, o Centro Cultural de Belém comemora o Dia da Poesia (que se assinala a 21). Há leitura de poemas, concerto da Big Band Júnior, exposição de ilustração infantil, poemas ditos por quem quiser e mais ainda.

No mesmo fim-de-semana, 22 e 23 de Março, a Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, celebra a Primavera com Poesia. Há histórias, visitas, ateliers e todas as actividades são inteiramente gratuitas!

 

Também no dia 23 (é um fim-de-semana repleto!) a Archikidz vai estar em Lisboa, no Torreão Poente do Terreiro do Paço. É um evento internacional que nasceu Amesterdão, já passou por várias cidades e acontece pela primeira vez em Portugal: uma festa-workshop de arquitectura para crianças. Gratuito! Inscrições aqui (entretanto verifiquei que as inscrições já esgotaram mas é possível ficar em lista de espera; de qualquer forma, deixo a sugestão pela curiosidade de ser um evento diferente e original).

 

archikidz

 

Dia 22 é Dia Mundial da Água e o Aqueduto das Águas Livres já reabriu para visitas. Já se aventuraram na travessia do vale de Alcântara?

No Parque Florestal de Monsanto, outro local para receber a Primavera, há uma exposição sobre Os Morcegos e os seus Segredos, que pode ser visitada até 20 de Abril.

 

Dia 27 é Dia Mundial do Teatro. Atenção aos descontos e possíveis borlas em alguns espectáculos, nomeadamente no Teatro D. Maria II, onde está em cena A Porta, uma peça para pais e filhos, que nesse dia pode ser vista gratuitamente.

A 29 de Março, o Porto celebra o Dia Nacional dos Centros Históricos com dezenas de actividades e visitas gratuitas a vários monumentos e edifícios.

Também no Porto, há uma exposição gira para visitar que talvez explique porque é que os filhos não ouvem nada do que dizemos (e vice-versa, às vezes). Chama-se INAUDITO – A Aventura de Ouvir, está na Reitoria da universidade até 27 de Junho e tem entrada livre.

 

Dia 2 de Abril é Dia Nacional do Livro Infantil! Gostava de abandonar as exclamações mas com estes pretextos não consigo! Sugiro uma visita às bibliotecas municipais e, em particular, à mais recente de todas, a Biblioteca do Palácio dos Coruchéus. Ainda não conheço mas sei que o espaço magnífico, muito apetecível, com jardim e tudo. E consultem a programação das bibliotecas que é excelente e para todas as idades.

 

bibliotecacorucheus

 

E aproximam-se as comemorações dos 40 anos do 25 de Abril. No âmbito do Programa para Festejar a Democracia – 40 anos, do Centro Cultural de Belém, de entre as muitas actividades previstas, chamo a atenção para a Oficina da Democracia, um espaço aberto ao debate onde as crianças têm a palavra.

 

Nota final: dia 20 estreia nos cinemas O Meu Pé de Laranja Lima, de que já tínhamos aqui falado a propósito da ante-estreia no Play-Festival de Cinema para Crianças.

 

Saiam de casa e divirtam-se muito, já é Primavera!

 

 

Por Céu Coutinho, directora do Lifecooler e blogger em Senhoras da nossa idade
- Acompanhem todos os posts desta rubrica -

 

0 Comentários

Segundas astrológicas!, por Mãe-Me-Quer

sbaby_S_peixes
Ilustração de Célia Fernandes

 

 

Criança Peixes: 20 de fevereiro a 20 de março

 

Décimo segundo signo do zodíaco
Planeta regente: Neptuno
Elemento: Água
Cor: Verde-marinho claro, verde-lavanda, azul, violeta, lilás
Pedra preciosa: Adulária, heliotrópio, ametista, jade, turquesa, esmeralda, safira-escura, lápis-lazúli
Metal: Platina, estanho

 

A criança Peixes tem a personalidade mais sensível do zodíaco. Empática, afetuosa, intuitiva e sempre disponível para as necessidades do outro, o seu filho Peixes percebe e capta tudo o que se passa ao seu redor mesmo, quando você pensa que está distraído e aparentemente desinteressado.

A grande empatia que sente pelas pessoas pode fazer com que as mal-intencionadas a usem ou enganem. Sente-se magoada facilmente quando o outro mostra pouca atenção pelos seus sentimentos.
Como educador, deve preparar a criança Peixes para lidar com diferentes carateres e realidades. Deve ensinar que existem pessoas honestas e que se preocupam com os seus sentimentos e pessoas menos sérias e simpáticas, que podem usar a compaixão que a criança Peixes sente naturalmente pelo outro, para a explorar (emocional e fisicamente).
Quando sofre alguma deceção ou desgosto, a criança Peixes encara-os normalmente de forma positiva, mantendo-se bondosa e gentil, sem guardar rancor ou sentir desejo de vingança.

 

Como estimular o desenvolvimento do seu filho Peixes:

Incentive a criatividade e a enorme facilidade em criar mundos de fantasia, realizando trabalhos manuais, inventando ou completando histórias, pintando, representando (a criança Peixes adora teatro e todas as formas de expressão que a transportem para mundos alternativos e onde, também ela, possa expressar e dar asas à sua imensa criatividade).
A imaginação e a criatividade devem ser estimuladas precocemente. Jogos, brincadeiras e passeios à descoberta desenvolvem o lado mais sonhador da criança Peixes e ajudam-na a compreender o mundo que a rodeia.

 

Principais características da criança Peixes:

A criança Peixes tem um enorme potencial, que deve ser incentivado e direcionado para a concretização de ações específicas.
Uma das características principais de Peixes é o impulso para ajudar os outros. Desde muito pequena, a criança Peixes, demostra vontade em facilitar a vida daqueles com quem convive. Gosta de partilhar e participar em tarefas de grupo e ajudar em casa em pequenas tarefas, a pôr e a levantar a mesa das refeições, por exemplo.
Muito organizada e metódica, a criança Peixes dá-se mal com a confusão e a falta de organização.
Nas brincadeiras, pode notar alguma tendência da criança Peixes para se deixar levar pela vontade dos outros meninos e recorrer ao adulto para a ajudar a resolver conflitos. Deve incentivar desde cedo a autonomia do seu filho Peixes e a capacidade de negociar com vista a obter o que deseja. Se não o fizer, pode desistir da atividade ou permanecer envolvida só para se manter no grupo, não retirando dessa participação qualquer prazer ou alegria. Pode, também, isolar-se e retirar-se para o seu mundo interior e assim evitar enfrentar a realidade.
Por vezes, a falta de autoconfiança pode paralisar a criança Peixes. O encorajamento e o apoio constantes dos pais/educadores ajudam-na a superar a timidez e o medo de falhar.
O nativo Peixes vive a espiritualidade intensamente. O pensamento sobre as questões ligadas à mente e às emoções mais básicas serão um motivo de reflexão constante na sua vida.

 

Pontos a considerar na educação e convívio com a criança Peixes:

A tendência de Peixes para colorir o mundo e a realidade podem levar a que não seja direto e objetivo. Os pais/educadores devem ter esta característica em mente e ensinar a criança Peixes a centrar-se nos factos reais, a evitar a evasão e a indecisão, preparando-a para saber tomar e defender os seus pontos de vista.
O sonho em excesso pode ser um entrave ao desenvolvimento de novas competências e bloquear o contacto com a realidade. O seu filho Peixes deve ser orientado no sentido de se inspirar e viver o seu mundo de sonho livremente, mas com a certeza de que existe uma realidade onde se movimenta, em conjunto com os outros e é nessa mesma realidade que se deve realizar enquanto pessoa.
Os pais/educadores devem trabalhar com a criança no sentido de fortalecer a sua autoconfiança. É importante que a criança Peixes tenha sempre em mente que falhar uma determinada atividade ou tarefa não significa que obtenha o mesmo resultado se tentar repeti-las noutro dia.
A prática e a concentração devem ser incentivadas como metodologia para a escola e para outros dinamismos em que a criança Peixes se envolva. Acima de tudo, deve ensina-la a ser perseverante, confiante e a não desistir face ao insucesso.
As áreas científicas são um bom campo para a atividade do seu filho Peixes porque lhe permite conjugar duas das suas caraterísticas mais fortes: a capacidade de imaginar cenários e soluções inovadoras e o gosto pelo pormenor, pelo detalhe e pelo aprofundamento intelectual dos temas que estuda.

 

 

Por Mãe-Me-Quer

- Acompanhem todos os posts desta rubrica -

 

0 Comentários

Segundas astrológicas!, por Mãe-Me-Quer

sbaby_S_aquario
Ilustração de Célia Fernandes

 

 

Criança Aquário: 21 de janeiro a 19 de fevereiro

 

Décimo primeiro signo do zodíaco
Planeta regente: Urano
Elemento: Ar
Cor: Turquesa, azul-noite, rosa-choque, cores vibrantes
Pedra preciosa: Água-marinha, turquesa, cristal de quartzo, pérola-negra, ametista
Metal: Alumínio, chumbo, urânio

 

A criança Aquário é a mais criativa de todas as crianças! Imaginar, criar mundos alternativos e sonhar com novas aventuras é um traço forte da sua personalidade e que se irá manter por toda a vida.

O gosto pela partilha e a vontade de ver bem todos os que estão à sua volta faz com que a criança Aquário tenha muitos amigos e seja extremamente bem-sucedido socialmente. Apesar disso, valoriza bastante a sua privacidade e o seu espaço e luta pelo direito a manter a sua individualidade como nenhum outro signo do zodíaco.
Algo ingénua e com uma simpatia natural, a criança Aquário deve ser ensinada a reconhecer e preparar-se para as várias realidades da vida. A ausência de sentimentos preconceituosos e o espírito aberto podem não ser bem acolhidos por todos e a criança Aquário deve ser preparada para se saber mover em vários meios. Só assim pode preservar os seus sentimentos e impedir que críticas menos positivas a afetem emocionalmente.

 

Como estimular o desenvolvimento do seu filho Aquário:
Incentive a criatividade e potencialidades naturais do seu filho Aquário proporcionando-lhe atividades desafiantes. Idas aos museus, livros que aprofundem determinados temas científicos de interesse para a criança ou workshops de pintura e desenho são por certo atividades que irá apreciar.
É muito positivo para a criança Aquário envolver-se em ações de solidariedade social e de interesse comunitário, que o ajudarão a fortalecer o seu apurado sentido humanitário.

 

Principais características da criança Aquário:
. Com uma personalidade algo excêntrica, pela influência de Úrano, pode tornar-se imprevisível e gerar nos outros alguma dificuldade de relacionamento.
. Positiva e otimista por natureza, a criança Aquário enfrenta e ultrapassa as dificuldades de cabeça erguida e reconhece que há sempre alguém que se encontra num estado pior do que o seu.
. Obstinada e algo teimosa, pode ter alguma dificuldade em mudar de ideias depois de as consolidar. Esta característica leva o Aquário a mover-se em águas ultraconservadoras, caso não tenha a flexibilidade intelectual para reconsiderar.
. O Aquário é o signo mais independente do zodíaco. Como defende o seu espaço afincadamente, o mais provável é que isso se torne num obstáculo quando o tem que partilhar com alguém. Contudo, quando se considera pronto para o compromisso, é extremamente romântico e leal.

 

Pontos a considerar na educação e convívio com a criança Aquário:
. A vontade de se diferenciar e de fazer as coisas à sua maneira, impele a criança Aquário para a ação. Criativas e predispostas à novidade, a criança Aquário deve ser estimulada com novas atividades e confrontada com realidades diferentes da sua. A diversidade ajuda a criança Aquário a pensar de forma mais flexível e a compreender pontos de vista diferentes dos seus.
. As fortes convições e a vontade de ser diferente podem dar origem a alguma teimosia. Esta deve ser contrariada desde cedo pelos pais/educadores. O melhor será guiá-lo, mas dando sempre a ideia de que é o seu filho quem está, de facto, a tomar a decisão!
. A criança Aquário, pela sua natureza amigável, deve ser ensinada desde muito cedo a evitar determinados comportamentos de risco como confiar, seguir qualquer pessoa que lhe pareça simpática e de confiança e aceitar presentes de estranhos. Alerte o seu filho para o facto de que as pessoas nem sempre são o que aparentam e, na dúvida, o melhor é ser cauteloso e recusar. Ensine-o a ter comportamentos de segurança e a estar atento.
. O seu filho Aquário tem um traço fortemente humanitário. Envolva-o em atividades sociais e ele será, decerto, um enorme contributo para a comunidade e pode mesmo torna-se na sua vocação para a vida.

 

 

 

Por Mãe-Me-Quer

- Acompanhem todos os posts desta rubrica -

 

1 Comentário

Segundas, tomem nota!

Com o tempo que tem estado apetece mais fazer programas caseiros do que andar por aí em grandes cavalarias. Mas o que vale é que esta primeira sugestão dura até bem depois do início da Primavera. A Ilustrarte – VI Bienal de Ilustração para a Infância começou este fim-de-semana no Museu de Electricidade, em Lisboa, e por lá vai ficar até 13 de Abril. E vale bem a pena aguardar por um dia de sol para usufruir em pleno da visita à exposição e, já agora, do passeio à beira Tejo.
Estive em edições anteriores da bienal e posso dizer que é um dos meus programas preferidos. A entrada é livre e, para além de podemos ver ilustrações e livros infantis de autores de todo o mundo, há oficinas muito engraçadas que os miúdos podem fazer. Tudo grátis, basta fazer a inscrição para garantir lugar.
Em todas as edições é homenageado um escritor de livros para a infância e juventude cuja obra está disponível para consulta e leitura. Este ano é a vez José Jorge Letria que celebra 40 anos de carreira. Podem encontrar a informação mais completa sobre o evento aqui (tem mais informação do que o site oficial da Ilustrarte).

ilustrarte1 (1)

A segunda sugestão é uma estreia absoluta. De 1 a 9 de Fevereiro, o Cinema São Jorge, conhecido por acolher alguns dos mais importantes festivais de cinema da cidade, recebe a primeira edição do PLAY – Festival Internacional de Cinema Infantil e Juvenil de Lisboa. 
A programação está dividida por faixas etárias e a boa notícia é que os mais pequeninos estão incluídos. Ao contrário de outros festivais (Indie Júnior, Monstrinha) que são para meninos a partir dos 3 anos, o Play leva a sua missão a sério e quer cativar público a partir dos 12 meses. É obra!
É grande a expectativa para este novo festival que teve uma espécie de ensaio em Outubro passado (Há Cinema no Jardim, no Jardim da Estrela) e contou com o apoio de uma campanha de crowdfunding (como agora se usa) para a sua realização. Um dos filmes mais aguardados é a antestreia nacional do brasileiro O Meu Pé de Laranja Lima, baseado no famoso livro homónimo, um clássico da literatura juvenil, de 1968.

FestivalPlay (1)

A próxima sugestão é dica de uma amiga. Até ela partilhar comigo, desconhecia os Concertos de Palmo e Meio da Banda Sinfónica da PSP. Têm lugar no Convento da Penha de França (sede da PSP em Lisboa, Largo da Penha de França, n.º 1). Com entrada livre, realizam-se um sábado por mês, sempre às 11h. Consta que depois do espetáculo há um lanchinho e tudo, cortesia dos patrocinadores. O próximo é no dia 15 de Fevereiro. É necessário fazer inscrição prévia (contacto@psp.pt), indicando a idade das crianças (julgo que os concertos são dirigidos sobretudo a bebés e crianças até aos seis anos).

Por falar nisso, na Casa da Música, no Porto, há concertos para bebés (dos 3 meses aos 5 anos) a 26 de Janeiro e a 23 de Fevereiro. Também no Porto, a Companhia Pé de Vento / Teatro da Vilarinha estreia, a 22 de Fevereiro, a peça O Tesouro, baseada num conto de Manuel António Pina, já a pensar na homenagem aos 40 anos do 25 de Abril. Curiosamente, até 31 de Janeiro é possível participar numa visita guiada aos bastidores do teatro e assistir aos ensaios da peça. Mais informações aqui.

E por hoje é tudo. Boas saídas e que o tempo ajude!

 

Por Céu Coutinho, directora do Lifecooler e blogger no Senhoras da nossa idade
- Acompanhem todos os posts desta rubrica -