Tapas na Língua
0 Comentários

À volta da mesa: hambúrguer de quinoa e batata doce

Hoje a Ana Morais, do bonito Tapas na língua, é quem nos acompanha num almoço de sabores diferentes e formas hiabituais: hambúrguer de quinoa e batata doce.

 

“Quer se queira, quer não, todas as crianças adoram hambúrgueres. No entanto, desta vez, optei por cozinhar um hambúrguer diferente. Não porque ache que a carne deva ser proibida, nada disso. Eu acredito no equilíbrio, e que devemos comer de tudo um pouco. E isso, não inclui apenas carne e peixe. Há muito mais. E deve ser de pequenino que devemos educar as crianças a outros ingredientes e sabores “diferentes”.

Se eu apresentasse um prato de quinoa com batata doce a uma criança talvez ela torcesse o nariz… mas em forma de hambúrguer a conversa é outra… e acreditem que estes são deliciosos.

Como o meu sobrinho escreveu no Dia dos Namorados: “O amor é como um hambúrguer: delicioso!”

As crianças são mesmo a melhor coisa do mundo!”

 

 

 

 

 

 

 

Hambúrguer de quinoa e batata doce

 

os ingredientes (para 5 ou 6):

120 gr de quinoa;

1 batata-doce grande;

1 cebola grande;

200 gr de cogumelos;

40 gr de aveia;

sal + pimenta a gosto.

 

opcional:

1 colher de chá de manteiga de amendoim;

1 colher de chá de vinagre de maçã;

1 colher de chá de molho de soja.

 

 

a receita:

Cozinhar a quinoa em água. Lavar a batata, cortar em pedaços e assar ou cozer até ficar macia (cerca de 20 min). Picar a cebola e os cogumelos finamente e alourar numa frigideira. Misturar todos os ingredientes anteriores numa tigela e adicionar a aveia (e tudo o que desejar adicionar dos ingredientes opcionais). Se houver tempo, colocar a mistura no frigorífico e deixar descansar um pouco,de forma a que os sabores possam combinar. Moldar a massa em bolas e achatar. Levar a dourar numa frigideira com azeite, 4 minutos de cada lado, para que fiquem dourados e crocantes.

 

Servir num pão, recheado com espinafres frescos, fatias de abacate e um ovo escalfado. Acompanhar com batatas fritas e maionese ou molho rosa.

Estes hambúrgueres são ótimos para congelar.

 

 

Hum hum hum… soa-me tudo lindamente. Experimentemos!

 

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!

 

0 Comentários

À volta da mesa: hummus de beterraba

Hoje a Ana Morais, do bonito Tapas na língua, é quem nos acompanha num almoço leve, com um hummus de beterraba.

 

“Este hummus de beterraba pareceu-me a escolha perfeita para uma entrada de um almoço de Verão. Um dia de descanso e de sol merece um pitéu assim, fresco, leve e colorido. Bem fácil e rápido de fazer como se quer quando se está de férias.”

 

 

 

 

Hummus de beterraba

 

os ingredientes (para 4):

uma beterraba grande;

1 lata de grão cozido;

2 limões;

2 dentes de alho picado;

4 colher de sopa de queijo tipo Philadélphia;

2 colher sopa azeite;

1 colher de chá de sal. 

 

a receita:

Cortar a beterraba em cubos, e assá-la numa folha de alumínio cerca de 30 min, até conseguir espetar um garfo (se estiver com pressa, opte por comprar a beterraba já cozida numa embalagem em vácuo). Deixar a beterraba arrefecer. Num processador, combinar a beterraba, o grão de bico (lavado), o sumo de dois limões, o alho, o sal, o azeite e o queijo de cabra.

Triturar até obter uma mistura homogénea e servir com talos de aipo e cenoura crua, ou para os mais gulosos, com grissinos ou tostas.

 

Decididamente vou experimentar, devo dizer q detestava beterraba (mas adorro hummus tradicional, cheio de cominhos e limão), o sabor a terra, mas nos últimos tempos decidi experimentar novamente, primeiro como acompanhamento, assada no forno, com batatas, cenouras e cebolinhas, e ultimamente, crua, fininha, demolhada em vinagre de arroz ou simplesmente misturada na salada… A crunchiness da textura convenceu-me!

 

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!

 

0 Comentários

À volta da mesa: pão de banana

Hoje a Ana Morais, do bonito Tapas na língua, é quem nos acompanha no lache, com um belo pão de banana. Juntemos-lhe um chá, que os dias refrescaram novamente e temos uma bela refeição!

 

“Um pão que sabe mais a bolo do que a pão. Com fruta daquela que todas as crianças adoram: amoras e bananas. Um bolo-pão ideal para aqueles pequenos-almoços tardios de Domingo, em modo brunch, com a família reunida à volta da mesa enquanto se discute qual o destino de lazer do dia. Um pão tão doce como a infância, que com certeza trará memórias boas quando eles forem mais crescidos.”

 

 

 

 

Pão de Banana

 

os ingredientes (para 10 fatias):

50 gr manteiga sem sal;

50 gr açúcar amarelo;

2 ovos batidos;

100 gr farinha integral;

125 gr farinha sem fermento;

2 c.sopa fermento em pó;

2 bananas maduras esmagadas*;

125 gr amoras; flocos de aveia para cobrir.

 

*Senão arranjarem bananas suficientemente maduras, colocá-las com casca, no forno pré-aquecido a 180º, durante 20 minutos. A casca ficará escura, mas a banana ficará caramelizada e mais doce.

 

a receita:

Pré-aquecer o forno a 180º. Misturar o açúcar e a manteiga. Adicionar os ovos e misturar bem. Adicionar as farinhas e o fermento, mexendo bem. Adicionar as bananas em puré, de forma a obter uma mistura homogénea. Adicionar as amoras, misturando cuidadosamente. Colocar a mistura uniformemente numa forma forrada com papel vegetal. Cobrir com flocos de aveia. Levar ao forno por 50 minutos. Deixar arrefecer na forma por alguns minutos. Retirar a forma e deixar arrefecer por completo numa grelha (se bem que eu não consigo esperar e adoro comê-lo morno!).

O pão fica ótimo por mais dois dias, se for bem armazenado hermeticamente.

 

Soa-me lindamente!

 

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!

 

2 Comentários

À volta da mesa: gelado de frutos silvestres (sem açúcar e sem glúten)

Hoje a Ana Morais, do bonito Tapas na língua, faz-nos companhia à mesa, com uma receita fresquinha e bem saudável!

 

“Sempre que vou ao pediatra sou advertida para tentar evitar ao máximo que a minha bebé coma doces pelo menos até aos 3 anos. Mas como evitar que ela não fique a olhar para os outros meninos no Verão quando eles se lambuzam com doces gelados? Fácil. Faço uma versão saudável em casa, cheia de frutos vermelhos e sem açúcar. Toda a família se delicia e ficamos de consciência tranquila… “porque é de pequenino que se torce o pepino”. Super rápido e fácil de fazer e bem suave e cremoso. Além disso não precisam de eletrodomésticos XPTO ou máquina de gelados. É um gelado de sonho…um verdadeiro  Ice “Dream”.”

 

 

 

 

Gelado de frutos silvestres (sem açúcar e sem glúten)

 

os ingredientes:

para 4 gelados:

2 latas de leite de coco;

2 chávenas de frutos vermelhos congelados;

uma colher chá de essência de baunilha;

1/4 chávena de xarope de agave.

 

a receita:

descongelar com alguma antecedência os frutos vermelhos [não precisam de ficar totalmente descongelados]. Não agitar as latas de leite de coco [ao abri-las, a parte cremosa está por cima e a água em baixo. Vamos querer aproveitar apenas a parte cremosa]. Misturar todos os ingredientes num copo de batidos ou misturadora. Colocar num recipiente e levar ao congelador. Deixar solidificar.

nota: Usei frutos congelados porque é mais prático tê-los em casa sempre à mão e prontos a serem usados. É claro que podemos usar a fruta que quisermos. Da próxima vez vou experimentar com manga!

Antes de servir, deixar descongelar à temperatura ambiente por cerca de 10 minutos.

 

Hum hum hum!

 

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!

 

0 Comentários

À volta da mesa: tarteletes de requeijão & espinafres

Hoje a Ana Morais, do bonito Tapas na língua, faz-nos companhia à mesa, com uma receita deliciosa e umas fotografias… oh la la!

 

““P” de Primavera, Passeio e Piquenique. A Primavera chegou e a criançada pede para brincar ao ar livre e passar o máximo de tempo fora de casa. Os pais juntam-se a elas, preparam o cesto do piquenique com sumos, fruta e um ou outro petisco prático e delicioso. Estas tarteletes são saudáveis e perfeitas para acompanhar uma linda tarde primaveril.

 

 

 

 

Tarteletes de Requeijão & Espinafres

 

os ingredientes:

1 molho de espinafres frescos,

1 requeijão,

5 colheres de sopa de pinhões,

2 colheres de sopa de manjericão picado,

azeite, pimenta e sal,

1 pacote de massa filo,

manteiga derretida qb.

 

a receita:

Numa frigideira, tostar ligeiramente os pinhões e reservar numa tigela. Aquecer um pouco de azeite na mesma frigideira e saltear os espinafres até estarem cozinhados. Escorrer o líquido da cozedura e picar bem os espinafres. Numa tigela, esfarelar o requeijão, juntar os espinafres picados, os pinhões e o manjericão. Temperar a gosto com sal, pimenta e um fio de azeite.

[Entretanto, pré-aquecer o forno a 180º e untar com manteiga as formas].

Utilizar meia folha de massa por cada tarte, cortada em 6 a 8 pedaços. Pincelar cada pedaço com manteiga derretida e ir sobrepondo, um a um, sobre as formas. Distribuir o recheio sobre a massa já nas formas e levar ao forno durante 15 a 20 min. Deixar arrefecer um pouco antes de servir.”

 

Jantar de domingo, já cá cantas!

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!

 

4 Comentários

À volta da mesa: crumble de fruta

Hoje à mesa temos a companhia da Ana Morais, aka, Tapas na língua!

Blogger, apaixonada pela luz natural e mãe orgulhosa de uma menina bebé, respira maresia e vive com os pés na areia. Nas horas vagas dedica-se de corpo e alma à fotografia e à cozinha.

Sempre que pode, parte por esse mundo fora em busca de novas sensações, culturas e sabores.

 

“Para a vossa mesa trouxe um crumble… receita que tenho a certeza que vou fazer muitas vezes para a minha filha e os amiguinhos. Tem fruta, é colorida e super fácil e rápida de fazer. O que é uma grande vantagem, quando temos que estar com um olho na panela e outro na criançada.”

 

 

Ingredientes para o Recheio de Fruta:

3 chávenas de amoras,
3 maçãs,
sumo de 1 limão,
2 colheres de sopa de açúcar amarelo,
2 colheres de sopa de farinha integral.

 

Ingredientes para Cobertura Crocante:

3/4 chávena de açúcar mascavado ou amarelo;
2/3 chávena farinha integral;
1/2 chávena flocos de aveia;
1/2 chávena de amêndoas laminadas;
1/2 chávena de coco ralado;
4 colheres sopa de manteiga com sal;
canela em pó a gosto.

 

Mãos na Massa:

Pré-aquecer o forno a 200°. Para a base juntar as amoras, as maçãs com casca aos pedacinhos, o sumo de limão, a farinha e açúcar. Misturar bem.

Depois, para a cobertura, misturar os ingredientes secos: farinha, açúcar mascavado, aveia, coco, amêndoas e canela. Incorporar a manteiga usando as mãos, até estar tudo bem misturado. Distribuir a cobertura do crumble uniformemente sobre a mistura de frutas.

Levar ao forno por aproximadamente 35 minutos, ou até dourar e a mistura de frutas estiver a borbulhar.

Servir com iogurte grego natural (e um fio de mel).

 

 

 

 

Delicioso e eu por cá, vou experimentá-lo ainda hoje!

Para acompanharem as lindas fotografias da Ana, têm o Instagram, as receitas gostosas e as aventuras de mãe, seguem no Tapas na língua e os recadinhos são dados no Facebook!